Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Depois de ouvir várias reclamações e apelos dos Agentes de Trânsito, o Prefeito Anilton Bastos (DEM) resolveu ceder e exonerou o Gerente de Trânsito Érico Yuri, chamado pela tropa de “Batista”. O gerente vinha sendo alvo constante de muitas críticas por parte do efetivo. Algumas das queixas dos agentes eram a falta de diálogo e a má vontade de “Batista” em ao menos tentar resolver problemas internos da corporação.


 


Batista continuará no cargo até o dia 03 de janeiro de 2011. O novo Gerente de Trânsito será o atual supervisor Gildivan. A indicação foi bastante comemorada pelos agentes de trânsito, uma vez, que mesmo sendo homem de confiança do prefeito Anilton, ele tem um bom relacionamento com os colegas. A vaga deixada por Gildivan na supervisão será ocupada pelo agente Adalberto.


 


A mudança na gerência de trânsito e o anúncio, feito pelo secretário de serviços públicos Petrônio de Nogueira, garantindo a tão esperada regularização da profissão dos agentes até o fim de janeiro do próximo ano, motivaram os agentes a se confraternizar na tarde desta quarta-feira (22/12), na área do “Jipe Clube”. Houve ainda muita queima de fogos de artifício.


 


 



                               Muita conversa e pouca prática, reclamavam os agentes


 


Em agosto desse ano, numa reunião organizada pelo DEMUTRAN (Departamento Municipal de Trânsito), com a presença do diretor Francisco (Chico) e do líder do prefeito na câmara, vereador Marcondes Francisco, os Agentes de Trânsito de Paulo Afonso, já haviam pedido a “cabeça” do gerente Batista. Naquela oportunidade, o agente Alves em entrevista ao programa Tribuna do Povo da Rádio Betel externou sua insatisfação com o seu “ex-chefe”: “Queremos que o prefeito coloque uma outra pessoa no lugar do Batista, que seja de sua confiança, mas, que saiba se relacionar com as pessoas”, criticou.

Ainda na reunião, o vereador Marcondes teria orientado aos agentes, oficializar os erros cometidos pela gerência e que encaminhassem para o prefeito, caso ele não resolvesse, sugeriu que os agentes procurassem a Justiça.


 


 


                                   Protesto dos agentes em frente a prefeitura – 05/10


                         

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.