Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Preso durante a Operação Fúria, em agosto deste ano, sob a acusação de extorquir empresários e políticos para não publicar supostas denúncias no site Pura Política, o blogueiro João Andrade Neto é alvo de nova investigação, suspeito de comandar esquema de lavagem de dinheiro, por meio de oito empresas diferentes.


A nova denúncia surgiu depois que o Laboratório de Lavagem de Dinheiro (Lab-LD) da Polícia Civil detectou movimentações financeiras e evolução patrimonial incompatíveis com faturamento das empresas, além de sócios que figuravam como laranjas. As informações estão no relatório de análise patrimonial e financeira do Lab-LD 4515, obtido com exclusividade por A TARDE.


Andrade e a cunhada Eva Gomes Lima foram interrogados na segunda-feira, 13, à tarde, pela delegada Gabriela Macedo, da Coordenadoria de Operações Especiais da Polícia Civil (COE), que instaurou novo inquérito para investigá-lo.


A polícia quer descobrir a origem de vultosas movimentações financeiras das empresas e dos donos. Todas têm ligações com Andrade, segundo o relatório. Andrade não quis dar declarações após depor.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.