Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Companhia já atua em seis estados da região Nordeste e fechou, recentemente, parceria com a Gol


A Noar Linhas Aéreas comemora amanhã (14) seis meses de atuação. Encurtando distâncias, promovendo a facilidade do transporte aéreo entre cidades com fortes laços históricos, econômicos e sociais, a companhia representa um importante investimento no setor de aviação no Nordeste do Brasil, capaz de promover o desenvolvimento do turismo de lazer e negócios. “Conseguimos cumprir tudo o que estava no nosso plano de negócios e estamos crescendo gradativamente. Nossa próxima meta é consolidar a Noar no mercado, através da contratação de novos funcionários e aquisição de novas aeronaves”, afirma Marjony Camelo, diretor executivo da empresa.


Para marcar o começo das operações, a empresa promoveu voo panorâmico pelo Recife, em junho. Na ocasião, a Noar oferecia quatro voos diários, de segunda a sexta, para Caruaru, no agreste de Pernambuco, Maceió (AL) e Aracaju (SE). As passagens custam a partir de R$ 67,90 para Caruaru, de R$ 99,90 para Maceió e de R$ 219,90 para Aracaju. No dia 21 de julho, a companhia acrescentou voos aos sábados e domingos, para as capitais sergipana e alagoana. Hoje, a companhia atua com 176 voos semanais, (segunda a domingo) com uma média de ocupação de 60%. A cidade de Maceió (AL) é a mais procurada, com voos sempre lotados.


Em agosto, com apenas dois meses de atuação, a Noar convocou autoridades locais e todo o trade turístico da região Nordeste para anunciar dois novos destinos: as cidades de João Pessoa (PB) e Natal (RN). No último dia 27 de setembro, a empresa fechou parceria com a Gol Linhas Aéreas Inteligentes, maior companhia aérea de baixo custo e baixa tarifa da América Latina. Pelo acordo, que entrou em vigor no dia 30 de setembro, a GOL passa a oferecer novos voos diretos para os destinos onde a Noar opera. Assim, os passageiros podem comprar no site da Gol uma passagem para Rio de Janeiro-Caruaru, por exemplo, e voar nos aviões da própria Gol e da Noar. “O acordo firmado reforça nosso projeto em atender à demanda aérea regional, oferecendo variedade de destinos e frequências, a preços acessíveis”, declarou o presidente da Noar, Vicente Jorge Espíndola. Os clientes provenientes de voos operados pela GOL em conexão para os voos da Noar, poderão realizar somente um check-in e despachar sua bagagem até o destino final.


Visando sempre interligar as capitais do Nordeste com as grandes cidades do interior da região, no dia 1° de outubro, a Noar Linhas Aéreas ampliou ainda mais sua malha, incluindo a cidade de Mossoró, importante centro urbano do Rio Grande do Norte, a 285 km da capital Natal. Atualmente, é oferecido um voo diário (segunda a sexta), com escala nas cidades de João Pessoa (PB) e Natal (RN). Os passageiros partem do Recife às 15h36, com chegada prevista em João Pessoa às 15h57 e em Natal às 16h47. Em seguida, o avião sai da capital potiguar às 17h10 e chega a Mossoró às 18h03. As passagens custam a partir de R$ 279,90, partindo do Recife.


Além de Mossoró (RN), a Noar iniciou, no dia 29 de novembro, suas operações em Paulo Afonso, a 434 km de Salvador (BA) e famosa por suas cachoeiras e reservas ambientais. O voo para Paulo Afonso sai às 9h da capital pernambucana, faz escala em Maceió (AL) às 9h50 e chega às 11h20 (horário de Recife) na cidade baiana.


Sobre a Noar – Do ponto de vista geográfico, a Noar tem por mercado primário os nove Estados do Nordeste. A intenção é promover a ligação aérea entre as capitais vizinhas e entre estas e os grandes centros urbanos do interior até o final de 2011.


Com 176 voos semanais, a Noar opera, com duas aeronaves, em seis estados nordestinos: Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Rio Grande do Norte, Paraíba e Bahia. As cidades-destino são: Caruaru, Recife, Natal, João Pessoa, Maceió, Mossoró, Aracaju e Paulo Afonso. Mesmo focando na qualidade de serviços e na alta tecnologia, a empresa busca oferecer tarifas mais baratas aos clientes. E o modelo dos aviões escolhido pela empresa foi peça-chave na hora de fechar essa equação. O L-410, também conhecido como LET, é um bimotor turboélice com capacidade para até 19 passageiros e ideal para o transporte em pequenas e médias distâncias. Sua configuração com asas altas permite eficiente operação em pistas curtas, garantindo controle e segurança. “O avião apresenta um custo operacional muito abaixo dos seus potenciais concorrentes, o que vai implicar em passagens mais em conta para os passageiros da Noar”, explicou o presidente da companhia, Vicente Jorge Espíndola. O amplo espaço interno é uma das principais características do LET 410. Sua cabine é mais larga e alta comparada a outros modelos e as poltronas são distribuídas em fileiras de um e dois assentos em couro, com janelas que permitem ao passageiro a visão panorâmica do voo.


A Noar Linhas Aéreas é uma empresa com investimento exclusivamente privado, sem contar com recursos públicos de qualquer natureza, inclusive financiamentos. Para a etapa inicial de suas operações, foram investidos cerca de R$ 40 milhões. Nesta fase de implantação, durante seu primeiro ano, a Noar deve ger�font-weÙ �� ��

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.