Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Não deu para o Vitória. Mesmo com o Barradão lotado, o rubro-negro ficou no 0 a 0 com o Atlético-GO neste domingo, 5, pela última rodada do Brasileirão, e foi rebaixado à Série B.


Apesar de ter criado algumas chances, a equipe baiana demonstrou nervosismo e não conseguiu vencer a partida. Com o empate, o Leão chegou aos 42 pontos, mesmo número do adversário, mas foi superado pelo Dragão no número de triunfos (9 contra 11).


Júnior lutou muito em campo, mas não conseguiu balançar as redes. Foto: Eduardo Martins/Ag. A TARDE


Após o acesso em 2009, o Atletico-GO teve uma bela arrancada no segundo turno e garantiu a permanência na Série A. Já o Vitória caiu de produção na reta final da competição e não conseguiu se livrar da zona da degola. Agora, resta ao rubro-negro disputar a Segundona de 2011 para buscar o retorno à elite do futebol brasileiro.


O jogo O Vitória demontrou nervosismo durante todo o jogo na tentativa de abrir o placar. As inúmeras tentativas da equipe de Antônio Lopes deixou espaços na defesa e o time adversário soube explorar as jogadas de contra-ataque para levar perigo ao gol de Viáfara.

O atacante Marcão, que deu trabalho ao sistema defensivo do Leão, quase marcou para o Atlético-GO. Aos dez minutos, o jogador ganhou jogada com Egídio no meio de campo e arriscou chute de fora da área. A bola passou perto do travessão de Viáfara, mas foi para fora.

O Leão ainda teve duas chances na primeira etapa. Aos 22, o atacante Adailton recebeu passe de Nino Paraiba na área e finalizou de bico, mas mandou para fora. Aos 35, o zagueiro Anderson Martins aproveitou cobrança de falta de Fernando e desviou de cabeça para o gol. A bola raspou a trave esquerda de Márcio, mas não entrou.

Na segunda etapa, o técnico Antônio Lopes colocou o meia Elkeson no lugar de Adailton e substituiu Fernando por Ramon. Com as alterações, o Vitória foi com tudo para o ataque. Aos oito minutos, Junior apareceu livre após cruzamendo de Elkeson e desviou de cabeça para o gol. A bola passou perto da trave direita de Márcio, mas foi para fora.

Sem conseguir marcar, a equipe rubro-negra ficou ainda mais nervosa e quase perdeu o jogo. Aos nove minutos, o zagueiro Anderson Martins falhou no meio-campo e Juninho apareceu livre para marcar. O atacante driblou Viáfara e tocou para o gol, mas Neto Coruja salvou em cima da linha.

O desespero do Leão ficou evidente quando o zagueiro Gabriel Paulista, cria da base rubro-negra, cometeu falta violenta no meio de campo e foi expulso. Com uma jogador a menos, Viáfara ainda salvou duas vezes em finalizações de Juninho e Marcão. Além disso, o goleiro foi para o ataque no fim da partida quando Ramon cobrou falta para a área, mas Márcio afastou o perigo de soco e garantiu o resultado para o Dragão.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.