Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print


Pelo microblog Twitter, o Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais da Polícia Militar) reclamou na tarde de ontem da filmagem e exibição da operação na Vila Cruzeiro (zona norte do Rio) por helicópteros das TVs Globo e Record. As emissoras mostraram imagens de bandidos fugindo da favela para o vizinho Complexo do Alemão, por causa da operação que envolvia 220 homens das polícias Militar e Civil.


 


Cientes de que estavam sendo filmados, os bandidos exibiram fuzis às câmeras, numa atitude desafiadora, após se agruparem no Complexo do Alemão.  No perfil oficial da corporação no Twitter, @Bope_RJ, foi postado o seguinte comentário: “Um desserviço prestado pelas aeronaves da Record e da Globo”.


 


O ex-capitão do Bope, Paulo Storani, falou sobre o assunto à Globo News afirmou que é preciso investir mais na Segurança Pública e disse que é preciso refletir sobre o poderio bélico dos criminosos.


 


 Para ele, este é um momento fundamental para a análise das equipes de inteligência,  para a realização de planejamento mais cuidadoso. “A polícia não pode recuar nesse momento. Se falamos que vamos enfrentar, vamos enfrentar, mas já podemos ver o que vamos encontrar”.


 


Segundo o capitão, a população nessas áreas é refém dos criminosos. “O ideal é que fiquem em suas casas, não venham às ruas, principalmente em locais seguros. Não há o que fazer nesse momento. Eles podem ajudar ligando para o Disque Denúncia. Todo cuidado é pouco por parte da população. As pessoas tem que pensar em sua própria sobrevivência nesse momento”.


 

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.