Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Mais um crime bárbaro choca a população de Sítio do Quinto a 405 km da capital Salvador.


 


Na madrugada de hoje, (25/11/2010) por volta das 01h25mim, dois homens encapuzados não identificados invadiram a residência do Sr. José Antonio de Carvalho, conhecido como: (Zé de Oliva).


 


O agente de polícia plantonista, Hélio Barros Ferreira, tomou conhecimento, mediante telefonema, oriundo da polícia militar, que no local acima citado, ocorrera vários disparos de arma de fogo; que de imediato, o Bel. Altino Florêncio de Oliveira, Delegado de Polícia, foi até o local do episódio, a fim de constatar a veracidade do fato.


 


Durante a agressão, o senhor Zé de Oliva de 49 anos foi alvejado com (03) três tiros, um deles nas proximidades da barriga, braço e quadril. Na fuga, os bandidos chegaram a efetuar mais de (6) seis disparos de arma de fogo contra a residência do mesmo. Os meliantes adentraram na residência da vitima por meio de arrombamento, onde para entrarem no local usaram uma “lanterna” e um instrumento conhecido como “torques”, os quais foram apreendidos posteriormente. Ainda segundo informações os meliantes fugiram a pé com destino ignorado. O crime é considerado pela policia, homicídio qualificado. A vítima era morador da Rua Eutímio Pedro de Santana, nº 188.


 


Assistindo toda luta em busca de socorrer o pai, o seu filho Everton que acordou assustado com a confusão tentou ajudar ao mesmo tempo em que era agredido a socos e coronhadas na cabeça.


 


A vítima ainda com sinais vitais, foi socorrido por vizinhos e amigos sendo encaminhado para o hospital São Marcelo em Antas, em seguida foi transferido para a unidade de Emergência do hospital Regional Santa Tereza em Ribeira do Pombal-BA, aonde veio a falecer na manhã de hoje, (25/11) por volta das 08h00mim.


 


Tudo indica que ação dos bandidos foi planejada, que antes de praticarem o crime, os elementos se deslocaram até o departamento da polícia militar e furaram o os “PNEUS” da viatura que estava defronte a unidade policial, a fim de evitarem uma perseguição.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.