João de Sousa Lima: ‘Nas Trilhas do Cangaço!’

Por | 12 de Maio de 2015 às 10:38

"Cariri Cangaço é um Grupo que realiza Eventos sobre o Cangaço em todo Brasil. Foi fundado no Ceará por Manoel Severo e eu participo como Conselheiro"- João de Sousa Lima.

Filho de Rosália de Souza Lima e de Raimundo José de Lima, João de Sousa Lima nasceu no dia 20 de dezembro de 1964 na cidade de São José do Egito/PE e chegou em Paulo Afonso com 5 anos de idade. Tem 3 irmão (José de Souza Lima, Manoel José de Lima e Maria Bernadete Lima Santos). Separado, é pai de Stéfany e Letícia.

Cursou Técnico em Contabilidade no Colégio Sete de Setembro e fez Faculdade de História na FASETE/UNIASSELVI. No Exército Brasileiro foi fuzileiro do 2º Pelotão, na 1ª Companhia de Infantaria.

Participou de Concursos Estudantis de Contos e Poesias e escreveu 09 (nove) livros: Lampião em Paulo Afonso; A Trajetória guerreira de Maria Bonita, a Rainha do Cangaço; Moreno e Durvinha: sangue, amor e fuga no Cangaço; Maria Bonita: diferentes contextos que envolvem a vida da Rainha do Cangaço; 100 Anos de Luiz Gonzaga; 100 Anos da Usina Angiquinho; O Rio São Francisco, Delmiro Gouveia e a CHESF; Na Mala do Poeta; No Silêncio do Ocaso, as caatingas, sertanejos e sertanejas no bioma caatinga. Segundo João, os livros "Lampião em Paulo Afonso" e "A trajetória guerreira de Maria Bonita, a Rainha do Cangaço" fizeram com que ele obtivesse notariedade no meio artrístico.

Diretor de Cultura do Município desde o dia 05 de maio, João de Sousa Lima diz ter como desafio "realizar alguns projetos com os artistas que vivem sua cultura que chamamos de cultura marginalizada; dar apoio aos que nunca puderam publicar ou realizar seus projetos por falta de apoio. Para isso, buscar os Fundos Culturais Federais e do Estado, para que possa continuar o processo de crescimento que o Brasil prega que estamos vivendo".

Historiador, João contribui com estudiosos e escritores do tema do Cangaço, divulgando um capítulo da nossa história ainda pouco divulgada. Para ele "Lampião é história! Hoje já não cabe a visão distorcida de ver o Cangaço como apologia ao banditismo, o fenômeno é antes de tudo a raiz histórica e cultural de um povo: o povo nordestino! Devemos ver o Cangaço pela ótica da preservação histórica e cultural, devemos apenas registrar os fatos e torná-los capítulos da historiografia brasileira. Devemos investir no Cangaço como arte: na literatura, no cinema, na dança, xilogravura, música e principalmente no Turismo, onde as comunidades sejam envolvidas e passem a usufruir do que o Cangaço representou para sua localidade. Exemplo maior do que estou falando é a cidade de Piranhas, Alagoas, que leva milhares de turistas pra conhecer suas Rotas e Trilhas do Cangaço. Só para se ter uma idéia, o Museu do Homem do Sertão, no ano de 2014, levou 40.000 (quarenta mil) pessoas para visitar o seu acervo. A cidade hoje é autossustentável só com o Turismo e o Comércio voltados para o tema Cangaço. Aqui em Paulo Afonso, temos vários Roteiros que podem ser aproveitados, inclusive o Museu Casa de Maria Bonita!".

Pesquisador, membro da Academia de Letras de Paulo Afonso (ALPA), cadeira nº 06, e da Sociedade Brasileira de Estudos do Cangaço (SBEC), João de Sousa Lima é Colecionador de peças referentes ao Cangaço. Atuou em diversas produções, tanto em livros, Vídeos e Documentários e registrou a Tragetória de "Gato" no Cangaço.

João de Souza Lima diz que é feliz e se define como um homem simples que vive para suas filhas e os amigos. 

3 pensamentos em “João de Sousa Lima: ‘Nas Trilhas do Cangaço!’”

  1. Excelente matéria sobre o escritor, e como sou curioso no assunto do cangaço, gostaria de não só comprar o seu livro: Lampião em Paulo Afonso. mas algumas dicas pois pretendo em setembro conhecer alguns pontos turísticos dessa cidade

  2. Quero agradecer ao João de Souza Lima,por nôs transmitir mais conhecimento sobre essa nossa cultura que é o cangaço ! Parabéns e continue nos presenteando com seus livros e vídeos sobre o assunto !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Telefone: 75 3281.9421
  • E-Mail: comercial@pa4.com.br
© 2015-2016. Todos os direitos reservados.