Dois anos sem o aeronauta e músico Eryan Monteiro: “Os bons jamais serão esquecidos!”

Por REDAÇÃO - PA4.COM.BR | 13 de julho de 2020 às 20:22




 

 

Por Júnior Padão (Jornalista e Professor)

 

A morte do aeronauta e músico pauloafonsino Eryan Monteiro, completa dois anos nesta terça-feira, dia 14. Ao morrer Eryan deixou, além de muitas saudades, um exemplo de dedicação, amor e respeito não só ao que fazia, mas a todos que o circundavam. Dono de uma verve poética musical e com talento nato para as artes de forma geral, Eryan Monteiro nasceu para nos encantar.

 

Eryan era um garoto diferenciado; politizado, inteligente e idealista, parecia
enxergar à frente do seu tempo. O rock era marca indelével do jovem
artista. Fã do Pink Floyd, ao tocar os hits da banda britânica, Eryan mais
parecia ser um membro do grupo, tamanha era a perfeição através da qual
definia as convenções de sua mágica bateria.

 

O culto à memória de Eryan Monteiro evidencia uma certeza: os bons jamais serão esquecidos. O trágico acidente aéreo de 14 de julho de 2018 nos tirou apenas o corpo físico de Eryan, porque ele vive em espírito. Eryan Monteiro tinha duas paixões: a música e a aviação.

 

Multiinstrumentista, não enxergava a música como um vetor comercial, era pura e simplesmente um sonho de liberdade que lhe encarnava a alma, assim como a conquista dos céus através das aeronaves.

 

Pautado pelos bons costumes e respeito às pessoas, sabendo ouvir e falar
quando necessário, Eryan Monteiro era verdadeiramente o Krig-ha,
bandolo, da sociedade alternativa que intuitivamente buscou.

 

Apesar de sua curta existência, as lembranças de Eryan estão cristalizadas
na memória afetiva de quem conviveu com ele. Alegria, simpatia e amor à
vida, este é o legado de Eryan anunciados pelos zelosos guardiões da sua
memória que são Erivaldo Monteiro e Ana Maria Monteiro, seus pais.

 




 



5 pensamentos em “Dois anos sem o aeronauta e músico Eryan Monteiro: “Os bons jamais serão esquecidos!””

  1. Bom menino,educado,respeitador e amigo de todos,parabéns padão pelo o excelente texto,saudades de sua alegria contagiante,sempre que chegava de viagem,vinha em nosso estabelecimento nos prestigiar,seu prato preferido era :macaxeira frita com espetinho de cordeiro e medalhão,saudade do seu sorriso garoto 😥

  2. Saudades meu irmãozinho. A saudade me tortura a cada dia!
    Saudades do seu jeitinho,
    Saudades como vc falava,
    Saudades do seu cheiro e muito bom por sinal!
    Saudades das suas brincadeiras,
    Saudades de falar besteiras pra ti,
    Saudades de fazer vc rir com minhas gracinhas.
    Na verdade saudades de tudo!!!

  3. Um grande homem, todas as vezes que passo por Paulo Afonso me recordo do tempo e prazer que tive em conhece-lo. Torço pra meu filho ser o bom filho q você é meu amigo Eryan. Continue olhando por seus pais, sua irmã e emane forças pra eles suportarem tamanha dor.

  4. Sempre presente às Missas dominicais, juntamente com sua família. Participativo, alegre, jovial e cordial. Um exemplo de que uma família estruturada é o diferencial e uma referência. Erivaldo, o Gordo como a gente o chamava desde os primórdios na CHESF como Motorista, Operador de Instalação, Técnico em Termografia. Hoje o seu filho é mais estrela de brilho eterno, na música e em sua paixão maior, VOAR. Belo texto de Padão, não como uma homenagem, mas uma gratidão pela passagem de Eryan entre nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Telefone: 75 3281.9421
  • E-Mail: comercial@pa4.com.br
© 2015-2016. Todos os direitos reservados.