Carpinteiro homicida está preso em Cipó

Por | 21 de Março de 2012 às 0:49

Menos de 24 horas depois de praticar dois homicídios e tentar estuprar uma mulher, no município de Cipó, o carpinteiro Nelson Jesus dos Santos, o “Galdêncio”, 37 anos, foi preso no domingo (18), por investigadores das Delegacias Territoriais (DT) de Cipó e Ribeira do Pombal. Encontrado escondido em um matagal, Nelson foi conduzido à DT de Cipó, onde confessou os crimes. 

No sábado (17), o carpinteiro esteve no bar Recanto dos Amigos Damas de Ouro, na localidade de Fazenda Pau Ferro, na zona rural de Cipó.   Nelson costumava frequentar o estabelecimento e conhecia a proprietária Ivangivalda de Santana Ribeiro, 38, assassinada por ele com vários golpes de punhal quando estava distraída falando ao celular.

No depoimento prestado à titular da DT de Cipó, delegada Lígia dos Santos Lima Macedo, Nelson confessou ainda  ter tentado estuprar a garçonete do bar, Ana Carla Costa Silva, 31,  no momento  em que a funcionária retornara ao estabelecimento trazendo uma porção de acarajés encomendada pelo criminoso.

Ameaçando-a com o mesmo punhal que atacara Ivangivalda, Nelson ordenou que a garçonete se despisse.  Enquanto o carpinteiro dispensava o punhal para tirar as roupas, Ana conseguiu fugir em direção a rua e pediu ajuda numa casa vizinha. Acionada, a polícia chegou rapidamente ao local, mas Nelson conseguiu se evadir, sendo encontrado pelos investigadores em um matagal próximo ao local do crime.  

Na Delegacia de Cipó, o carpinteiro alegou ter atacado  Ivangivalda e Ana Carla por acreditar que elas influenciaram  no término de seu relacionamento com uma mulher identificada como Amarilda, também conhecida das vítimas.  

Latrocínio

Nelson confessou ainda o latrocínio do taxista Antônio Dantas Dias, o “Bigode”, praticado, no sábado (17), com a cumplicidade de José Carlos Cardoso Jesus Santos, o “Periquito”, 25. O taxista, que teve o dinheiro das corridas roubado pela dupla, foi morto com o punhal pertencente ao carpinteiro.

Após o crime, eles esconderam o corpo de “Bigode” num terreno na zona rural de Ribeira do Pombal e depois de repartirem o produto do roubo dispersaram-se.  Já na Delegacia de Cipó, Nelson informou aos policiais o destino de “Periquito”, encontrado pouco tempo depois, no centro de Ribeira do Pombal.      

Autuado em flagrante por latrocínio, ocultação de cadáver e tentativa de estupro, Nelson ficará custodiado na carceragem da DT de Cipó, à disposição da Justiça. José Carlos, já recolhido ao xadrez da DT de Ribeira do Pombal, foi autuado pelo delegado titular, Equiber dos Santos Alves,  por  latrocínio e ocultação de cadáver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Telefone: 75 3281.9421
  • E-Mail: comercial@pa4.com.br
© 2015-2016. Todos os direitos reservados.