21 de junho de 2021

Hospital Municipal de Paulo Afonso implanta mais 10 leitos para Covid-19 e reforma Centro Cirúrgico

Por

Redação (pa4.com.br)




 

Reforçando o trabalho que a Prefeitura vem desenvolvendo no município, a Secretaria de Saúde abre mais dez leitos para tratamento de covid no Hospital Municipal de Paulo Afonso Aroldo Ferreira (HMPA), localizado no BTN. A unidade de saúde já abriga a UTI Covid, com dez leitos.

De acordo com o secretário Adonel Júnior, a previsão de entrega desses leitos é no próximo dia 25 e fortalece a rede de cuidados contra o coronavírus no município, que tem apresentado um crescente número de casos, com alta taxa de ocupação da UTI. Ele reforça que além desses dez leitos, há previsão de instalação de mais 23.

“Esses novos leitos foi um compromisso e estamos correndo para finalizar e entregar o quanto antes. Essa ampliação do número de leitos no HMPA vai oferecer um suporte melhor para os casos de covid, já que a rede do hospital Nair está limitada com o número de casos que estão crescendo no município”, diz Adonel.

A unidade de saúde passa também por um reforma no centro cirúrgico, onde no prazo de 15 dias deverão ser retornadas as cirurgias eletivas, que foram suspensas pelo Governo do Estado devido a pandemia. A reforma é custeada com recurso próprio para dar um melhor suporte no atendimento médico à população.

Para receber os outros 23 leitos de covid, está sendo realizada reforma no local. Com duas frentes de reestruturação, a obra do novo centro cirúrgico e a abertura de novas alas, vai melhorar atendimento dos novos pacientes. Segundo a diretora do HMPA, Raquel Bathomarco, a situação dos casos da covid é complicada e diária, e a reforma vai proporcionar um aumento no atendimento e mais rapidez no diagnóstico.aulo Afonso

Além da reestruturação da unidade médica, Paulo Afonso também vem se destacando na cobertura da vacinação contra a covid, em especial na aplicação da 2ª dose da Coronavac.

“Somos destaque na imunização da 2ª dose da Coronavac. semana passada muitos municípios não tinham o imunizante e Paulo Afonso estava vacinando e isso é fruto de muita organização e estratégia”, explica Adonel.




 

 







VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.