Chesf eleva vazão da Usina de Xingó para 1300m³/s e alerta “deixar livre a calha do rio”

Por REDAÇÃO - PA4.COM.BR | 5 de Abril de 2020 às 11:54




 

 

A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) informa que, a pedido da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade de Sergipe, a vazão da Usina Hidrelétrica de Xingó passará de 1.100 metros cúbicos por segundo para 1.300 metros cúbicos por segundo.

 

Essa medida, segundo a Secretaria, é importante para melhorar a qualidade da água do rio e possibilitar a normalização do abastecimento de água potável para consumo humano, tendo em vista que as chuvas na região e, principalmente, a cheia do Rio Ipanema, causaram alto teor de turbidez (sedimentos argilosos) da água no Baixo São Francisco, prejudicando algumas captações de água.

 

A vazão de 1.300 metros cúbicos por segundo começa a ser praticada hoje, dia 05/04, e permanecerá até novo comunicado.

 

A Chesf já informou a todas as entidades cadastradas, como prefeituras e defesas civis do Estado e municípios da Região.

 

A depender das condições de necessidade energética, a vazão de Xingó pode ser ampliada dos 1.300 metros cúbicos por segundo. Dessa forma, é fundamental deixar livre o espaço por onde o rio passa historicamente (calha do rio).

 

Veja AQUI a Carta Circular da Chesf




 



4 pensamentos em “Chesf eleva vazão da Usina de Xingó para 1300m³/s e alerta “deixar livre a calha do rio””

  1. Porque não dá vazão pelos vertedouros das barragens da área de Paulo Afonso para arrastar as baronesas de estimação da CHESF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Telefone: 75 3281.9421
  • E-Mail: comercial@pa4.com.br
© 2015-2016. Todos os direitos reservados.