Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Na manhã desta sexta-feira (30), a promotora Luciana Khouri apreendeu, no BTN II, mais precisamente no depósito da subprefeitura de Paulo Afonso, um caminhão com cestas básicas, que deveriam fazer parte do programa Auxilio Nutriz, que assiste às mães em situação vulnerável. A apreensão das cestas se deu em decorrência da irregularidade em que se encontrava sua distribuição, uma vez que o juiz eleitoral determinou, que devido ao período eleitoral, tais cestas só poderiam ser entregues em locais previamente determinados e com a supervisão do Ministério Público.

ʺA conduta da prefeitura não foi correta, na medida em que vai pra um local entregar sem está sendo fiscalizadoʺ, disse a promotora no momento da apreensão.

Durante a ação realizada pelo Ministério Público, além de confirmadas as ilicitudes cometidas pela prefeitura do município e a desobediência da ordem judicial, foram levantadas suspeitas de distribuição ilegal, através da denúncia de um senhor, presente no local, que afirmou à promotoria:

“É só para mulher mesmo? Por quê meu vizinho (HOMEM) recebeu cesta de Dr. Flávio Henrique e ele não tem mulher grávida em casa não!” – Disse o senhor.

Diante disso, a promotora solicitou que o mesmo se dirigisse até o Ministério Público para esclarecer os fatos em depoimento, para que posteriormente pudesse ser aberta a investigação para a devida apuração. A promotora propôs a suspenção do programa, o que foi aceito pelos procuradores do município o que  foi formalizado em ata.

Abaixo confira fotos de outros produtos que estariam servindo para suposta “compra de votos”.


 

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.