Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

O despacho do desembargador Cícero Landin Neto, do Tribunal de Justiça da Bahia, na manhã de terça-feira (27), restabelece a decisão da Câmara Municipal de Glória, que em 2008, rejeitou as contas do então prefeito José Policarpo dos Santos (PCdoB), referentes a 2007.

Essas mesmas contas são a razão do Ministério Público também solicitar o impedimento de Policarpo, o desembargador diz: "Não se pode simplesmente suspender os efeitos de uma votação válida e regular, sem que seja precedida de substancial fundamentação e motivação plausível, ainda mais às vésperas do pleito eleitoral".

Em miúdos: Policarpo e, consequentemente, os candidatos ligados à sua coligação sabem que caminham em terra movediça. Basta que a Justiça Eleitoral acate a decisão do TJ, rito mais que plausível, e tudo afundará. Ainda que, resta lembrar, já tenha se concluído o pleito.

 

Veja DECISÃO completa.

 

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.