Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Ativista LGBT sugere criação de país sem heterossexuais para acabar com homofobia

Criar um país sem heterossexuais. Esta é a ideia inusitada e, no mínimo, radical de Viktor Zimmermann, ativista dos direitos LGBT, para que a comunidade se livre da homofobia. Ele, que integra a Gay Homeland Foundation, defende a criação de um Estado-nação que seria refúgio seguro para milhões de homossexuais no mundo. "Muitos homossexuais no planeta vivem em circunstâncias perigosas; sua segurança física é ameaçada diariamente; seus empregos são inseguros; suas famílias os ameaçam ou tentam forçá¬-los a se casar", afirmou em entrevista à revista Vice. Para abrigar este país, sugere um local com “terra barata e habitável” e à “beira-mar”, como na América do Sul. A nação, que seria um Estado sem território, forneceria comida e moradia para refugiados homossexuais. O ativista, entretanto, não descarta a possibilidade de heterossexuais poderem viver no país. Entretanto, teriam que ser em número reduzido e sem poderes.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.