Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Não importa quantos anos a pessoas consiga viver, a notícia de sua morte, sempre nos causa grande impacto, mexe com o emocional, nos deixa triste.

Acabo de receber a notícia do falecimento da minha mestra amada toda a vida, a professora Etelinda Viana Martins, que completou em agosto 96 anos de vida.

Que pena que ela se foi! Queria e, certamente todos os seus milhares de alunos espalhados pelo mundo, que ela ficasse conosco ainda muito tempo, sempre trazendo no seu olhar meigo, nas suas palavras doces, o encantamento dos anos de 1950 quando era a nossa amada professora do Curso de Admissão ao Ginásio no nosso Ginásio Paulo Afonso, GPA, depois eternizado como COLEPA.

Sabemos que o tempo cumpre a sua missão e um dia chega ao fim a nossa caminhada por estas terras onde Deus nos permitiu morar. Mas, mesmo consciente desse caminho de todos nós, como gostaríamos de ter o poder de eternizar aquelas pessoas a quem amamos!!!

Por outro lado, como é bom ver que, nesses 96 anos de vida, D. Etelinda, como a chamávamos, deixou atrás de si um caminho de luz, na vida de cada um dos seus alunos, por quem chorava quando estes não conseguiam sucesso nas provas do exame de Admissão ao Ginásio.

Que pena! Às vésperas do Dia do Professor, perdemos para o tempo a nossa mestra tão amada que certamente descansa ao lado do Pai Celestial.

Aqui, pobres mortais, ficamos com a grande tristeza e o sentimento de grande perda… Obrigado por suas preces, pelo seu carinho toda a vida, pelos ensinamentos que nos passou e pela oportunidade de tê-la como mestra inesquecível, sempre!

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.