Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Com pouco mais de quinze dias de propaganda eleitoral no rádio e na televisão, a campanha anda morna, é verdade, mas os candidatos a prefeito ocupam os seus espaços na mídia.

Pior – ou melhor – para quem busca uma vaga na Câmara de Vereadores – ou nela permanecer.

A nossa tradição tem sido valorizar as eleições para o Executivo, negligenciando o Legislativo.

Volto a repetir o que tenho dito sempre: um grupo de vereadores qualificados pode ser a grande diferença entre uma boa e uma má gestão nas prefeituras.

Gastamos muita energia para criticar os integrantes do Legislativo, mas não estamos dispostos a dedicar algumas horas – ou até menos – para pesquisar sobre os postulantes à Câmara Municipal.

A consequência pode ser um prejuízo de 4 anos para a cidade.

Respeitando os credos políticos de todos os leitores, deixo a minha sugestão: está na hora de adotar um candidato a vereador para chamar de seu.
Como?
Comece escolhendo alguém que você não se envergonharia de levar para a sua casa, para conviver com a sua família – ainda que seja esta uma hipótese ficcional.

A democracia pode até dar algum trabalho, mas a falta dela – o que inclui a inação dos cidadãos – exaure as energias de um povo.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.