Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

 

Aprendizado sobre crimes e distúrbios psicológicos, marcaram a primeira edição do Psicologia Jurídica. Um evento criado para incentivar, ainda mais, a interdisciplinaridade entre os acadêmicos dos cursos de Psicologia e Direito da Faculdade Sete de Setembro – FASETE, com temas que perpassam pelo atual cenário de ambas ciências.

“Não podemos pensar na formação do aluno de Direito, conhecendo única e exclusivamente a letra fria da lei porque muitas situações dependem de uma compreensão do dinamismo que envolve todas as relações humanas”. Afirmou o coordenador do curso de Direito, José Elio Ventura.

Com o sentimento de dever cumprido, pelo sucesso do evento, a coordenadora do curso de Psicologia, Ana Patrícia Amaral falou da importância desse momento – “Pensamos em unir as duas ciências, contribuindo de forma mais explícita, essa ação multidisciplinar disseminando o conhecimento que se complementa”.

 

 

Ao todo, quatro palestrantes proporcionaram momentos esclarecedores para os 220 participantes do Psicologia Jurídica: Prof. MSc. Cristhovão Fonseca – Palestra: "Loucura" e Responsabilidade Penal; Esp. Amélia Lins – Palestra: Crimes Motivados por Transtornos Mentais (ênfase na psicopatia e esquizofrenia); Prof. Diego Mendes – Palestra: Dos crimes contra a infância e adolescência para além do Estatuto da criança e do adolescente e MSc. Eliane Bezerra – Palestra: A atuação do Psicólogo Jurídico nos crimes sexuais e maus-tratos contra crianças e adolescente.

Os acadêmicos, maiores interessados em absorver o conhecimento, falaram sobre a experiência. Como por exemplo, Maria Alice Bandeira, aluna do 3º período do curso de Psicologia – “Não há Direito sem gente e não há Psicologia sem os direito de ser gente. Portanto, um evento como esse, agrega valor aos estudantes de Psicologia que muitas vezes não sabem lidar com as leis, bem como para os acadêmicos de Direito que também precisam entender e saber lidar com a subjetividade das pessoas”. 

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.