Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Paulo Afonso, não restam dúvidas, é uma das cidades mais importantes da Bahia. A prova disso é que neste momento, em que vive a expectativa de mudança na administração municipal, com as eleições de outubro, os bastidores da política ultrapassam as fronteiras e veem de Salvador revelações no mínimo inusitadas.

Para ser cirúrgica, fontes ligadas ao pré-candidato Luiz de Deus (PSD), que realiza logo mais sua convenção, me garantiram que ele estaria com toda sua energia tentando o apoio do pré-candidato Raimundo Caires (PSB). “A esperança é que Raimundo possa desistir até setembro, a tempo de garantir seu apoio", disse o interlocutor de Luiz de Deus.

Segundo o interlocutor, o grande receio dentro do PSD é que Raimundo desista de se candidatar e venha apoiar o pré-candidato do PMDB, Paulo de Deus.

Agora meio dia, fontes de Salvador ligaram garantindo que haveria o acordo, diante da boataria, telefonei para Raimundo Caires, conversamos e o mesmo me assegurou haver sim o interesse, mas que ele diz “NÂO”, abrigado. Segue a conversa.

– O senhor teve o assédio do ex-deputado Luiz de Deus, para que o senhor o apoie?

-Não sou inimigo de Luiz de Deus. Quero deixar bem claro uma coisa: sou candidato e não apoio Luiz de Deus, simplesmente porque são modelos de gestão diferentes. Luiz de Deus cuida da cidade, eu cuido do povo, não tem nada a ver a nossa maneira de trabalho.

-Vem de Salvador a notícia que o senhor teria fechado com Luiz Deus?

– Salvador não resolve nada, quem manda aqui sou eu.

-Em Relação ao pré-candidato do PMDB, Paulo de Deus?

-Nem um nem outro. Digo não aos dois.

Segue Raimundo Caires: “Eles têm pesquisas e sabem que estou bem, vem daí a procura por mim, minha palavra é só uma: sou candidato e não abro para ninguém. Outra coisa, vocês vão ter surpresas e verão que estes partidos que apareceram na filiação de Paulo de Deus podem estar na minha convenção”. Fim de Conversa.

Eis aí, Raimundo Caires é, neste momento, o homem que pode sim resolver a eleição, tanto para o lado que ele apoie, como se mantiver com sua candidatura. Ninguém despreza a força de um ex-prefeito, goste dele ou não.
 

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.