Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Ondas de assaltos diários transformam a vida de moradores de Paulo Afonso, em preocupação. O tema das conversas nas ruas da cidade são sempre os roubos diários, que ocorrem em diversos pontos do município, independentemente da hora e do lugar. Só ontem (25) foram ao menos cinco assaltos num intervalo de apenas oito horas, hoje outros assaltos também foram registrados. Seja no ponto de ônibus, lojas comerciais e até mesmo nas ruas, não passam ilesos das ações de bandidos.

Desta vez, cinco alunas do Cetep (antigo Ciepa), foram assaltadas e três delas tiveram os aparelhos celulares roubados por um bandido armado que estava dentro da instituição. Eram 19h desta segunda-feira (25), quando as estudantes que acabavam de entrar para mais uma noite de aula foram surpreendidas com a ação do elemento.

A Redação do portal foi procurada por uma das vítimas que através de e-mail enviou o seguinte desabafo:

Boa tarde Ozildo! Venho por meio deste veículo de divulgação mostrar minha total indignação com a falta de segurança e iluminação na instituição CETEP. Pois ontem 25/07 exatamente às 19 horas um grupo foi assaltada e teve roubados os seus celulares dentro da própria instituição. Na mesma existe uma grande falta de iluminação em torno do colégio inteiro, ajudando a propagação da bandidagem. Nós como somos estudantes ficamos reféns dos bandidos, pois saimos de nossas casas para estudarmos e no intuito de sermos alguém na vida. O que nos colocam em exposto risco é devido a carência de uma iluminação que não é eficaz, uma segurança que não é bem elaborada, onde há somente um vigilante para averiguar e monitorar toda as circunstâncias; além disso ainda há mais um perigo a mais o muro é muito baixo contribui muito para o acesso dos marginais, é por estes motivos que muitos estão desistindo do curso pela falta de negligência diante desses acontecimentos. Em nome de todos desde o aluno até a direção, solicito que as autoridades venham tomar as providências cabíveis, que o órgão público olhe por nós, possa está nos auxiliando e nos assegurando e garantindo mais segurança para todos nós que buscamos algo em nossas vida e preza pelo bem, não somente de um mais de qualquer outro cidadão; gostaria que ao senhores venham solicitar uma viatura para que se faça a ronda constantemente pelo bairro e colégio, só ficaremos mais seguros.

O portal entrou em contato com o diretor geral provisório do Cetep, Pedro Fernando que informou que logo após o assalto a unidade entrou em contato com a polícia relatando o ocorrido, e na mesma noite, o coordenador noturno foi até a delegacia para registrar o BO (Boletim de Ocorrência), porém, não havia delegado plantonista o que aconteceu somente hoje. O diretor do colégio também lamentou o fato de mesmo depois de duas ligações solicitando a presença da polícia, não houve o patrulhamento no local.

Sobre as reclamações dos estudantes quanto aos problemas de segurança e iluminação, Pedro reconheceu algumas falhas, mas argumentou que há muitas dificuldades em se manter uma instituição com uma área enorme . Segundo ele são 83mil metros quadrados, dos quais 80 mil são inutilizados, ou seja, a instituição só explora apenas 3 mil metros quadrados.

O diretor disse que a escola tem apenas um vigilante por turno, e mesmo assim não pode trabalhar armado. Pedro também foi sincero em dizer que o assalto de ontem não foi o primeiro ocorrido no colégio, e o que é pior, se continuar assim não será o último. Pediu também a contribuição dos alunos. Para ele, um buraco aberto no muro ao lado da quadra do bairro Caminho dos Lagos é uma porta de entrada para os bandidos. Pedro acredita que foi esse o acesso do bandido que praticou o assalto de ontem.

Buraco no muro do Cetep deixa alunos, professores e funcionários vulneráveis a eventuais ações de bandidos. Veja:

Pedro sugeriu o repasse da área inexplorada para a prefeitura construir quadras ou obras para trabalhos de inclusão social, cultural e esportiva para os jovens dos bairros próximos.

Antes do fechamento da matéria, nossa equipe recebeu a informação de que a PM conseguiu apreender ontem mesmo dois menores, ambos moradores do centro de Paulo Afonso suspeitos de assaltar uma outra estudante, porém não foi confirmada a participação dos mesmos no assalto do Cetep.
 

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.