Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Menos de duas semanas após a retirada das baronesas por uma equipe da prefeitura, outra grande quantidade da planta d’água voltou a prejudicar o balneário Prainha, principal área de lazer aquático da cidade de Paulo Afonso.

Neste domingo (24) a proliferação foi ainda maior aonde chegou a tomar toda extensão na margem do local impedindo qualquer tipo de banho ou navegação.

A prefeitura já tomou conhecimento da situação e deverá fazer a remoção do material para evitar o afastamento de banhistas e turistas do local.

Devido às últimas chuvas caídas na região, essa planta, também conhecida por Jacinto D’água, Aguapé, Rainha dos Lagos e Lírio D’água, se desprende de ilhotas formadas ao longo do Rio São Francisco e chega ao Balneário Prainha, chácaras e outros pontos de lazer de Paulo Afonso.

A Baronesa se alastra principalmente pelo reservatório da Usina PA IV e estaciona às margens do lago, local frequentado costumeiramente por pauloafonsinos e turistas.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.