Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Seguem até esta quinta, dia 14 de janeiro, as inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (sisu). O Ministério da Educação (Mec) divulgou as notas do 2º dia de corte nesta quarta-feira (12) na página do programa. Os cursos de Medicina e Engenharia Civil tiveram as maiores notas de corte na Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). 

A Univasf oferece 1.490 vagas distribuídas em 27 graduações. Até às 9h desta quarta, a maior nota de corte para ampla concorrência da instituição é do Curso de Medicina, do campus Sede, com (767,98). Enquanto que para o campus de Paulo Afonso-BA, a nota de Medicina é de (764,98). Em seguida, vem o curso de Engenharia Civil, do campus Juazeiro-BA, com a nota de corte de (698,26).

Já o curso de Engenharia Elétrica do campus do IFBA de Paulo Afonso que oferece 32 vagas pelo Sisu a nota de corte dese 2º dia é de (658,60).

No campus da UNEB de Paulo Afonso são quatro cursos cada um com 11 vagas disponíveis: Ciências Biológicas a nota de corte para ampla concorrência era 606,54; Engenharia de Pesca (591,74); Matemática (624,97) e Pedagogia (622,15).

A Universidade tem campi nas cidades de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, além de Juazeiro, Paulo Afonso e Senhor do Bonfim, na Bahia e São Raimundo Nonato, no Piauí.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), nesta quarta (13) e quinta-feira (14), sempre às 9h, as notas de corte serão atualizadas e divulgadas na página do Sisu, elas podem aumentar conforme a inscrição dos estudantes. A nota de corte é apenas uma referência e não assegura a classificação final.

Para disputar as vagas os candidatos precisam ter participado da edição de 2015 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e não ter obtido nota zero na redação.

O resultado da chamada regular será divulgado no dia 18 de janeiro na página do Sisu e nas instituições de ensino superior.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Uma resposta

  1. Já vai fazer
    5 anos que fui na palestra do ex prefeito Anilto Bastos e foi dito por ele que haveria a faculdade de medicina e até agora nada. De que adianta o curso está no sistema e não existir. Fala é fácil, difícil foi cumprir o que havia dito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.