Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Uma grande quantidade da planta aquática conhecida como Baronesa está prejudicando áreas de lazer da cidade de Paulo Afonso e a prefeitura foi acionada para fazer a remoção do material e evitar o afastamento de banhistas e turistas do local.

Devido às últimas chuvas caídas na região, essa planta, também conhecida por Jacinto D’água, Aguapé, Rainha dos Lagos e Lírio D’água, se desprende de ilhotas formadas ao longo do Rio São Francisco e chega ao Balneário Prainha, chácaras e outros pontos de lazer de Paulo Afonso.

A Baronesa se alastra principalmente pelo reservatório da Usina PA IV e estaciona às margens do lago, locais frequentados costumeiramente por pauloafonsinos e turistas.

Para o secretário Municipal de Serviços Públicos, Paulo Mergulhão, o trabalho de retirada da baronesa, além de manter a limpeza das margens dos lagos, garantindo o acesso dos frequentadores, contribui com a manutenção do movimento dos quiosques e ainda elimina possíveis focos do mosquito aedes aegypi, transmissor de várias doenças.

 

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.