Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

˜Enquanto a Policia Militar está sem dinheiro pra gasolina, o governador Rui Costa gasta o nosso imposto, fazendo campanha publicitária contra a corporação que ele devia comandar", diz o deputado federal José Carlos Aleluia, criticando os outdoors de um projeto cultural do governo, nos quais a PM é tachada de assassina.

"Esse tipo de comportamento só poderia partir de um governante do PT, que segue a cartilha esquerdista de enfraquecer as nossas instituições, usando verba pública para atacar o próprio estado", assinala o presidente estadual do Democratas.

"Em vez de financiar ataques gratuitos a PM, o governador Rui Costa deveria estar investindo na corporação, dando-lhe condições de combater a violência avassaladora que toma conta de todo o estado. Esse tipo de propaganda que ele está fazendo só baixa o moral da tropa", assevera Aleluia, que aprendeu em casa com o pai, oficial da PM, a admirar a instituição militar.

Em nota, a assessoria do Governo do Estado  respondeu e negou a informação do deputado Aleluia:

A Secretaria de Comunicação Social (Secom) esclarece que a campanha "Poesia nas Ruas", veiculada em outdoor na cidade de Ilhéus com uma poesia de Lívia Natália, não foi viabilizada com recursos destinados à publicidade do Estado. A ação faz parte de um projeto cultural independente, com recursos do Fundo de Cultura, e não reflete a opinião do Governo do Estado, que tem buscado permanentemente políticas de valorização da Polícia Militar, a exemplo da ampliação do Prêmio por Desempenho Policial (PDP), sancionado pelo governador Rui Costa no dia 30 de dezembro.

Por meio de sua rede social, o deputado federal José Carlos Aleluia veiculou informação equivocada de que a publicidade do Governo do Estado estaria patrocinando mensagens contra a imagem da Polícia Militar da Bahia. Trata-se de uma tentativa de macular o trabalho que o governo vem fazendo no sentido de valorizar os policiais baianos, através de diferentes medidas adotadas ao longo do último ano, a exemplo da nova lei de gratificação já aprovada pelo governador, entre outros benefícios.

Cabe ao Governo do Estado garantir a democratização da cultura sem utilizar qualquer tipo de mecanismo de censura, o que deveria estar claro para o legislador.

Vale ressaltar que, durante o ano de 2015, o Governo do Estado veiculou diferentes campanhas voltadas à valorização do policial baiano como prestador de serviço fundamental para garantir a paz e a segurança da sociedade.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.