Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Em ofício interno assinado pela titular da Superintendência de Recursos Humanos da Educação (Sudepe), Ana Margarida Caribé Catapano, o governo estadual proibiu a manutenção ou contratação, a partir deste mês de janeiro, de profissionais prestadores de serviços temporários (PSTs), em qualquer área de atuação na Secretaria Estadual de Educação (SEC). O documento foi encaminhado ao diretor do Núcleo Regional de Educação, na última segunda-feira (4).

A Sudepe avisou que a recomendação surgiu "por determinação superior" e tratou de se eximir de qualquer responsabilidade em relação aos prestadores de serviço da pasta. Garantiu que não tem mais autorização para receber mais nenhuma solicitação para contratação em regime PST.

"O gestor que descumprir a presente determinação ou permitir a prestação irregular de serviços na unidade que administra será pessoalmente responsabilizado, devendo arcar com os custos decorrentes, inclusive, encargos incidentes sobre os valores de remuneração apurados”, avisou Ana Margarida Caribé Catapano, em ofício.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.