Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Gicarlos, Anderson, José, Rubismário, Claudiomar, José Rafael, Marcelo e Valmir estão foragidos

Gicarlos, Anderson, José, Rubismário, Claudiomar, José Rafael, Marcelo e Valmir (Foragidos de Cícero Dantas)

Delegacias de quatro municípios no interior da Bahia registraram fugas de 68 presos nos últimos cinco dias. Os casos aconteceram entre 28 de dezembro e 1º de janeiro em Irecê (região centro-norte), Cícero Dantas (norte), Porto Seguro (sul) e Simões Filho, na região metropolitana de Salvador.
O mais recente foi em Simões Filho, onde ao menos 16 presos escaparam da carceragem da 22ª delegacia, na madrugada de sexta-feira (1º). De acordo com a polícia, os homens serraram as grades de uma cela que dá acesso ao pátio do banho de sol, onde a grade superior foi arrombada.

Em Cícero Dantas, onde foi registrada a maior fuga, 24 dos 52 presos da delegacia da cidade escaparam após render um policial que fazia segurança da carceragem. O caso ocorreu no dia 31 de dezembro. De acordo com o delegado Ozório Miguel, o agente foi surpreendido pelos dententos quando tentava colocar os presos dentro da cela após o banho de sol.

"Ele entrou no pátio para recolher os presos para a cela e acabou sendo rendido. Foi um erro humano porque ele [o policial] estava sozinho e não poderia fazer essa manobra sem apio de outros seguranças. Teria que ter outros dois ou três do lado de fora", destacou o delegado, em contato com o G1.

Entre os fugitivos, cinco são considerados de alta periculosidade e respondem a crimes como homicídio e tráfico de drogas. Os demais estavam presos por furto, crime considerado de menor potencial ofensivo. Até este sábado, somente cinco foram recuperados. Dois se apresentaram por espontânea vontade e outros três foram recapturados pela polícia.

"Há recomendação da Polícia Civil para que, nesses períodos de festa, a atenção seja redobrada e o número de vistorias ampliado, por causa da grande incidência de fugas. A nossa expectativa é de recuperar outros fugitivos nos próximos dias", destacou o delegado Ozório Miguel. Sobre o fato de somente um agente estar trabalhando no dia da fuga, o delegado informou que, no último dia do ano, foi decretado ponto facultativo.

Fugas em massa também ocorreram em Porto Seguro e Irecê. Em Porto Seguro, 18 presos fugiram da carceragem na noite do dia 29 de dezembro. Os detentos escaparam por um buraco aberto no teto de uma das celas. De acordo com o delegado Carlos Zene, os detentos usaram equipamentos feitos de forma manual para fazer a abertura no teto. O buraco não foi percebido pelos agentes penitenciários.

"Utilizaram vários equipamentos, como ferros que eles conseguem tirar das próprias grades. Além disso, também amarraram lençóis como cordas e usaram para pular a laje da delegacia", destacou o delegado. Os detentos que fugiram respondem por crimes como furto, roubo, tráfico de drogras e até homicídios.

Em Irecê, a fuga foi no dia 28, segundo informações passadas pela delegacia da cidade. Ao todo, dez detentos conseguiram escapar. A polícia não divulgou detalhes de como ocorreu a fuga. Até a tarde deste sábado, nenhum fugitivo havia sido recapturado. O G1 tentou falar com a Polícia Civil da Bahia, por meio da assessoria de comunicação, mas não conseguiu contato.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.