Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Após desembarcar no Aeroporto de Paulo Afonso e ser recepecionada pelo prefeito da cidade Anilton Bastos (PDT) e a primeira-dama Ana Clara,além de vereadores locais, a Presidente da República Dilma Rousseff seguiu para Floresta, no Sertão pernambucano onde entregou a 2ª Estação de Bombeamento do Projeto de Integração do São Francisco, ao lado dos ministros Gilberto Occhi (Integração Nacional), Gilberto Kassab (Cidades), do governador Paulo Câmara (PSB) e de gestores de municípios nordestinos.

Primeira a discursar a prefeita de Floresta, Roró Maniçoba (PSB), saiu em defesa da presidente Dilma. “Torcer contra o governo referendado pela escolha popular é torcer contra o brasil”, afirmou a gestora, durante o ato, sendo aplaudida pela plateia. Ela acrescentou que as terras do município contarão com 80 quilômetros de canais.

Ao discursar durante a cerimônia de entrega da segunda estação de bombeamento EDV II, do Projeto de Integração do Rio São Francisco, o governador Paulo Câmara afirmou estar feliz ao chegar no fim de um ano complicado como 2015 e ver que a questão da falta d’água “vem sendo trabalhada com muita seriedade”.

“Sou testemunha do esforço que o Governo Federal vem fazendo para a obra não sofrer paralisação. O ano 2016, tudo indica que será um ano de desafios de recursos hídricos”, afirmou Paulo, sendo observado pela presidente Dilma Rousseff.

Em seguida a presidente provocou, sem citar nomes de nenhum de seus desafetos a presidente sentenciou “Eu tenho orgulho de ter um patrimônio: meu nome, meu passado e o meu presente. A gente pode até dar uma envergadinha, mas não quebra”.

“Não existe nenhum ato ilícito praticado por mim, não paira contra mim nenhuma suspeita de desvio de dinheiro público”.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.