Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Assim como nas inúmeras profissões existentes, para ser um representante do povo os candidatos não somente deveriam passar por um processo eleitoral, mas por uma série de cursos, treinamentos, e porque não uma universidade? Além de como requisito obrigatório estes deveriam ter serviços prestados e que estes sejam expressivos. Isso seria uma ótima oportunidade de sanar o problema dos despreparados de plantão como é o caso de uma grande parte do legislativo de Paulo Afonso. A cultura que se alastra por anos e mais anos de qualquer um candidatar-se traz prejuízos visíveis à sociedade e não tão distante presenciamos perdas irreparáveis.

Analisando a atual conjuntura política em particular a de Paulo Afonso, entristece e envergonha. A cada novo desfecho uma nova “desesperança”, pois a cartilha regida de nada muda os rumos que deveriam ser em prol do povo.

Prefeitura e Câmara municipal estreitam cada vez mais seus laços de “camaradagem”, oposição e situação pelos mesmos caminhos vão “eles por eles” e Deus por nós. Vereadores já tomam seus lugares em prol de 2016, onde pensam que prefeitura é que lhes tem a dar, quando deveriam acordar e ir para ás ruas, pois, o povo é quem vai votar.

O legislativo não surpreende, a mesma política de sempre, “engorda o boi pra matar nas próximas eleições” lombo, cupim, coxão mole e contra filé pra nossos camaradas, e a buchada como sempre vai para o povo.

Assistir a uma sessão da câmara é para quem tem estômago, causa espanto o despreparo do legislativo, aquele blá, blá, blá, rotineiro, salvo quando em meio a nada surgem moções de aplauso (único trabalho do legislativo).

Assim, só nos restam que os “encostos de cadeira” possam alertar-se de que é preciso ser mais que “lobos” e pelo ao menos se forem pra seguir alguma alcateia que seja a que guie em encontro ao povo!

Iana Lima (Universitária e Cidadã)

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.