Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

MPF denuncia Edilson por envolvimento com fraude em loterias

O ex-jogador Edilson foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) após suspeitas de participação de fraudes em pagamentos de prêmios de loterias da Caixa Econômica Federal. O documento foi divulgado nesta terça-feira (24). O “Capetinha”, como é conhecido no meio do esporte, está entre os investigados da Operação Desventura, deflagrada no dia 10 de setembro. Edilson chegou a ser detido para apontar esclarecimentos sobre as denúncias de aliciamento de gerentes de bancos para a quadrilha que ele supostamente fazia parte. Segundo Thiago Philleto, o ex-atleta é inocente. De acordo com a denúncia feita pelo MPF, Edilson era um dos “responsáveis pela captação e recrutamento” de gerentes de banco dos estados de Goiás, São Paulo e Bahia para “validar bilhetes clonados, transferindo recursos federais (loteria) para a organização”. Quando a operação foi deflagrada, em setembro, o MPF chegou a pedir a prisão de Edilson. No entanto, de acordo com o procurador da república Hélio Telho, Edílson tinha relacionamento próximo com os líderes da organização, mas sua função era “apenas a de usar da fama e as grandes movimentações financeiras que fazia para aliciar gerentes do banco para as fraudes”.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.