Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

A obra da Transposição do Rio São Francisco avançou 15% na engenharia civil em um ano e chega a 81% de conclusão. Ainda sem atender a qualquer pessoa, o projeto que promete integrar o Velho Chico ao semiárido nordestino tem prazo final de entrega para fim de 2016/início de 2017. Em outras palavras, o governo federal prevê atravessar o ano que vem investindo cerca de R$ 1 bilhão, ainda que o orçamento da União esteja com rombo, para entregar água a 12 milhões de pessoas dos estados de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará. A obra custa R$ 8,2 bilhões e mais de R$ 7 bilhões já foram gastos até outubro deste ano.

A obra tem 477 quilômetros de canais e reúne todos os equipamentos no caminho: aquedutos, túneis e estações de bombeamento (EB). Duas EBs estão em teste, uma delas em operação assistida há um ano. A terceira EB promete ser entregue ainda neste mês de novembro.

O Projeto São Francisco é prioridade do governo federal, de acordo com o MI. Atualmente, 10,1 mil profissionais trabalham nas obras do projeto que beneficiará 390 cidades dos quatro estados. Com 4.133 equipamentos em operação, os dois eixos (Norte e Leste) do projeto apresentam execução de 82,2 % (Norte) e 79,2 % (Leste). A obra é construída por etapas e os cronogramas de execução do empreendimento priorizam a sequência construtiva do “caminho das águas” do projeto, ou seja, das captações até os estados que serão beneficiados. Além dos 477 quilômetros de obras lineares projetadas, o empreendimento engloba a construção de quatro túneis (um dos quais de 15 quilômetros de extensão), 14 aquedutos, 9 estações de bombeamento e 27 reservatórios.

Além disso, todas as comunidades lindeiras (localizadas no entorno dos canais) receberão redes conectoras de abastecimento. O Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs-PE) entregou ao Ministério da Integração Nacional os projetos executivos dos sistemas de abastecimento de água das comunidades lindeiras aos eixos (Norte e Leste) do Projeto São Francisco. Os documentos estão em análise técnica pela equipe do ministério. Após a celebração dos termos de compromisso, o ministério fornecerá os projetos executivos aos estados de Pernambuco, Ceará e Paraíba. Depois das assinaturas, os recursos para execução dessas obras estão garantidos pelo Governo Federal.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.