Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Exercer a liberdade de expressão e de pensamento e ter por isso mesmo o direito à divergência é considerado uma espécie de crime, pelo prefeito de Paulo Afonso, Anilton Bastos Pereira (PDT), o homem não se intimida quando o objetivo é cercear àqueles que por ventura façam críticas à sua gestão.

Quem se arrisca fora desse riscado sente o braço pesado do “Imperador” porém, a novidade agora é que não basta a Anilton trazer no cabresto os profissionais de Paulo Afonso que se submetem a isto, onde sobreviver uma voz livre é preciso calar, para tanto, ANILTON BASTOS PEREIRA PERDENDO O SENSO DO RIDÍCULO, APELA E TENTA RETIRAR DA GRADE DA PROGRAMAÇÃO DA DELMIRO FM, A EQUIPE DO PROGRAMA RADAR 89 (Em caixa alta porque o assunto é grave e nos apresenta uma das coisas em que o prefeito de Paulo Afonso é mestre: perseguir).

Em tempo: o Inciso IX do Artigo 5º da Constituição e o Parágrafo 2º do Artigo 220 impedem qualquer forma de censura, sem exceção. Por isso, ao saber o intento do prefeito de Paulo Afonso, a coordenação das Rádios Delmiro AM e FM, se pronunciou:

“A Rádio Delmiro manda dizer o seguinte: ninguém compra a nossa liberdade de imprensa garantida na Constituição, ferramenta importante da democracia, e instrumento que é a vez e a voz do povo de Delmiro Gouveia, Paulo Afonso e toda região”.

O programa Radar 89, um sucesso estrondoso na Delmiro FM

Operando para 2 milhões de ouvintes espalhados em quatro estados da federação, as Rádios Delmiro FM e AM ganharam envergadura e prestígio, para ficar apenas com este exemplo: até a presidente Dilma Rousseff concedeu entrevista exclusiva, não porque a Delmiro tenha insistido, mas porque a assessoria presidencial já sabia que seria a maior repercussão em rádio difusão. Isto porque o trabalho é diuturnamente para fazer o melhor.

Vem desta visão empreendedora o Programa Radar 89, apresentado pelo comunicador Ozildo Alves, que comanda em torno de 10 profissionais entre radialistas, jornalistas, roteiristas e operadores. O programa é um jornalístico e apesar do conteúdo seletivo está entre as maiores atrações das Rádios.

A reação da equipe

Não bastassem as pessoas que perderam seus empregos em Paulo Afonso e a incapacidade do gestor em desenvolver indústrias para possibilitar o desenvolvimento da cidade, Anilton Bastos foi pedir o ganha pão de 10 comunicadores que hoje fazem o Radar 89.

Ozildo Alves: “Já que o senhor não faz nada em Paulo Afonso, esqueça Delmiro Gouveia, isso já aconteceu comigo em 2011, quando trabalhei na Rádio Betel, por dois anos, quando se aproximou o período eleitoral o prefeito conseguiu nos tirar do ar. Graças a Deus e aos homens de caráter, gostaria de avisar que o programa vai continuar, senhor prefeito. Pode oferecer o dobro ou o triplo, mas aqui o programa e à Rádio Delmiro não estão à venda, são empreendedores e empresários que não necessitam desse absurdo.”

Segundo informou Ozildo, tentar comprar pessoas para proibir o programa era só uma questão de tempo. “Trata-se de um ditador, um perseguidor, vai ser um santo até a eleição, mas está tudo aí para quem quiser ver”, disse referindo-se ao restaurante popular fechado, ao hospital municipal abandonado e falta de emprego na cidade.

Júnior Padão: “Desprezo e tristeza, o poderoso chefinho, dom Corleone manda nos asseclas dele, nos puxa-sacos dele, e me parece que agora quer ser um prefeito intermunicipal, já ultrapassou os limites do município “dele” onde já calou parte da imprensa e agora quer avançar por Delmiro, este senhor conhece os limites geográficos?, lamentamos profundamente que uma pessoa eleita para administrar os problemas do município não queria aceitar críticas que lhe são feitas para ajuda-lo. Aqui se aponta criticas para que ele corrija.

Epidauro Pamplona: “Querer as nossas cabeças é apenas um costume dele, esse prefeito até já contratou um jornalista para escrever coisas sobre minha vida, é coisa de Anilton Bastos recorrer a baixarias”.

Concluo: Estamos unidos, somos companheiros, todos os dias os comunicadores fazem 92km para chegar, e depois a volta para casa, trabalhar em prol da comunicação e do povo que nos ouve e nos respeita, com suor do trabalho honesto, contribuindo com o debate dos fatos públicos onde quer que chegue o sinal da Radio Delmiro FM, e não será um ‘ditador’ que irá nos demover disso.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.