Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

Presente no lançamento da “Expedição da Cidadania”, no dia 16, o capitão-tenente da Marinha, Rafael Santos, é o responsável pela fiscalização da navegação nas águas de Juazeiro até Paulo Afonso e falou da novidade que pode melhorar a fiscalização e a segurança por aqui.

Segundo o capitão-tenente um projeto da Marinha do Brasil prevê que a Agência Fluvial de Juazeiro, coordenada por ele, torne-se uma Capitania Fluvial “quando isso acontecer significa que poderemos ter um aumento de efetivo e material para dar uma atenção melhor para Paulo Afonso”, explicou.

Isso oferecerá maior segurança na navegação pelo Velho Chico em nossa região com a disciplinação de áreas de embarque e desembarque, alvo de muita reclamação de banhistas que ficam apreensivos com a parada de embarcações nas áreas de banho, um perigo eminente. Além da organização e coordenação pela Marinha dos grandes eventos aquáticos como a Copa Vela e a procissão de São Francisco, que recebe cada vez mais adeptos todos os anos.

“Temos observado o crescimento fluvial de embarcações, muito caracterizado pelo esporte recreio como moto-aquático, Jet Ski, lanchas e o transporte de passeio (como Catamarã)”, observou o Agente Fluvial que demonstrou estar atento à realidade local.

Atualmente a Agência Fluvial de Juazeiro é responsável por mais de 58 municípios, 12 na margem pernambucana.

Participação da Marinha na “Expedição da Cidadania”

A Marinha do Brasil oferece apoio logístico com o transporte de pessoal e de material pelo rio São Francisco, utilizando embarcação da instituição militar que é capaz de transportar 11 pessoas e até 2 toneladas de carga, e é a mais adequada para atender as especificidades da navegação no rio.

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print

VEJA MAIS

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.