Há 63 anos era inaugurada a primeira Usina de Paulo Afonso

Por ANTÔNIO GALDINO (TEXTO E FOTOS) | 15 de Janeiro de 2018 às 11:37

Presidente Café Filho inaugura oficialmente a Usina de Paulo Afonso em 15 de Janeiro de 1955. (foto: acervo Memorial Chesf Paulo Afonso)

É que há 63 anos, em 15 de Janeiro de 1955, o presidente João Café Filho inaugurava oficialmente a Usina de Paulo Afonso. A primeira máquina, de apenas 60 megawatts gerava energia que já chegara ao Recife/PE desde o final de Dezembro e, no dia 14 de Janeiro, véspera da inauguração oficial, chegava também a Salvador/BA.

 

E o pequeno e desconhecido povoado Forquilha, de poucas esparsas casas na caatinga foi o lugar onde tudo começou.

 

A primeira usina que levou “a luz de Paulo Afonso”, para as capitais de Pernambuco e da Bahia, cresceu. Ganhou outras máquinas e chegou aos 180 megawatts de energia gerada a partir da força das águas do Rio São Francisco. Alguns diziam que era energia demais, o suficiente para chegar ao ano 2.000.

 

Ledo engano. Antes do final do século 20, em 1995, a Chesf juntava ao seu sistema a sua maior usina hidrelétrica, a de Xingó, entre os municípios de Sergipe e Alagoas e pertencente ao Complexo de Usinas de Paulo Afonso.

 

Ao todo, ao Chesf já gerava, antes do fim do século 20, mais de 10 mil megawatts de energia de fonte hidráulica e, desse total, mais de 80 por cento, mais de 8 mil megawatts, nas cinco grandes usinas de Paulo Afonso – Paulo Afonso I, II, III e IV e Apolônio Sales – e nas Usinas Luiz Gonzaga, em Petrolândia e de Xingó, em Canindé do São Francisco.

 

Dos 180 megawatts da primeira Usina de Paulo Afonso a Chesf passou a gerar mais de 10 mil megawatts e, para suprir as necessidades de consumo hoje, já produz quase outro tanto de energia de outras fontes, o sol, o vento, principalmente.

 

Há 63 anos o Nordeste via começar a se realizar o sonho frustrado de Delmiro Gouveia a pequena Forquilha, que depois se chamou Vila Poty, Distrito de Paulo Afonso, desde 28 de Julho de 1958, há 60 anos é o município de Paulo Afonso com mais de 120 mil habitantes.

 

12 de Maio de 1950. Trabalhadores da Chesf, que ficaram conhecidos como “cassacos”, abrem a rocha para a montagem da usina a 80 metros de profundidade. (foto: acervo Memorial Chesf Paulo Afonso)
Em 20 de Novembro de 1950, para se chegar a alguns trechos da obra, o bondinho era o transporte.(foto: acervo Memorial Chesf Paulo Afonso)
Guaritas da Chesf e o movimento dos que chegavam à procura de trabalho na hidrelétrica. (foto: acervo Memorial Chesf Paulo Afonso)
Presidente Café Filho inaugura oficialmente a Usina de Paulo Afonso em 15 de Janeiro de 1955. (foto: acervo Memorial Chesf Paulo Afonso)
Ao centro, de branco e capacete, o engenheiro Otávio Marcondes Ferraz, com outros engenheiros e operários da Chesf em frente da Usina de Paulo Afonso. (foto: acervo Memorial Chesf Paulo Afonso)






8 pensamentos em “Há 63 anos era inaugurada a primeira Usina de Paulo Afonso”

    1. Fui criado em Paulo afonso onde estudei ate terminar o colegial no colegio Paulo Afonso.
      Hoje moro em Guarulhos a 45 anos, ainda adormeço e acordo com as lembrancas desta cidade promissora e alvissareira a qual devo tudo na minha vida. Lembro muito de voce caro Antônio Galdino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Telefone: 75 3281.9421
  • E-Mail: comercial@pa4.com.br
© 2015-2016. Todos os direitos reservados.